Sindihotel pleita cobrança de água diferenciada para hotéis do Rio Grande do Sul

O Sindicato Intermunicipal da Hotelaria no Rio Grande do Sul (Sindihotel RS), com a apoio da FECOMERCIO e da Assembleia Legislativa por meio da deputada Any Ortiz (PPS), está pleitando uma cobrança de água diferenciada de água para os hotéis do Estado. Um primeiro encontro já ocorreu entre o Sindicato, a deputada e a direção da Corsan. Atualmente, estabelecimentos comercias são penalizados com o formato de cobrança existente. Pois, até 20 metros cúbicos se paga um determinado valor, acima desse número a tarifa vai aumentando. Quanto maior o consumo, maior a tarifa. Em vários estabelecimentos o custo com água chega a ser o dobro do que é gasto com energia.

A primeira proposta encontrada é a realização de contratos especiais de fornecimento para estabelecimentos hoteleiros, criando uma condição de faturamento que não utilize o sistema atual, que penaliza as empresas com uma  Cobrança exponencial na tarifa.

De acordo com o diretor do Sindihotel Manuel Suárez, em Porto Alegre a cobrança da tarifa de água dos hotéis é feita de acordo com o número de habitações e com o consumo individualizado. “É preciso que haja uma cobrança mais justa para todo o Estado. E o Sindihotel está buscando isso”, afirma Manuel.

Para a deputada Any Ortiz, é preciso levar em conta as realidades de cada região quanto a ocupação dos hotéis e quanto ao tipo de serviço prestado - lazer, negócios. “É necessário construir uma tarifa real para manter forte o setor”, defende Any Ortiz.


Comments have been closed.