Expointer movimenta rede hoteleira da Grande Porto Alegre

Mais uma vez a Expointer, uma das principais feiras agropecuárias da América Latina, provoca aumento de ocupação da rede hoteleira da grande Porto Alegre. O evento reúne mais de 2 mil expositores e tem a expectativa de atrair mais de 500 mil pessoas em nove dias, ao Parque Assis Brasil, em Esteio. A circulação de visitantes é comemorada pelos hotéis. Segundo dados do  Boletim Estatístico Municipal do Turismo em Porto Alegre (Bemtur)  a média de ocupação média dos hotéis na cidade durante o evento  foi de  71,3% nos últimos 5 anos, tendo reflexo direto da Expointer.

Conforme o presidente do Sindicato Intermunicipal de Hotelaria do RS (Sindihotel) e também do Conselho de Turismo da Fecomércio-RS, Manuel Suárez, o fluxo turístico durante a feira provoca a movimentação financeira em diversos setores como o hoteleiro, que nos últimos anos também se expandiu para receber o grande volume de visitantes. “Se nota um aumento de ocupação expressivo em Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo, Sapucaia do Sul e até Novo Hamburgo, na Expointer. Em relação há alguns anos aumentou e muito o número de hotéis nessa região, o que pode dar a impressão de que o movimento diminuiu, mas não, a oferta aumentou bastante mas a procura também é grande”, comemora Suárez.

O proprietário do Canoas Parque Hotel,  Luiz Antonio Rosa Gobbo, diz que já é tradição a lotação do hotel durante a Expointer. “Esse ano baixou a ocupação no primeiro semestre, em relação a 2015 em função da crise, mas durante a Expointer o hotel novamente está lotado, até dia 4. São clientes tradicionais que já fazem reserva antecipada para o período da feira, que tem impacto direto na nossa ocupação já é uma tradição”, comemora Gobbo.

E a dica de Suárez é que os hoteleiros já abram um sistema de reservas para 2017. “E  vender pacotes de pelo menos três diárias, para otimizar as vendas”. A ideia seria valorizar e estimular a maior permanência na feira, oferecendo pacotes especiais.

Na Expointer, além das variadas raças de animais, os visitantes podem conferir shows diários,  oficinas de culinária, restaurantes e workshops sobre vinhos, além da Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul (Expoargs) e a Feira da Agricultura Familiar, que oferece produtos da culinária colonial gaúcha. Outra atração é a exposição de máquinas agrícolas, um dos grandes motores  da economia do RS.

O presidente do Sindihotel destaca que entre os principais atrativos da feira e que ajudam a garantir a ótima ocupação dos hotéis é a busca dos empresários do setor pela parte de evolução tecnológica apresentada  “e que tem conduzido o setor primário às primeiras posições no mundo, quanto à produção de grãos. Também a evolução genética de animais de corte, que aumentou muito a produção de carnes tornando-nos dos principais exportadores destes produtos de origem animal.”

Assessoria de Imprensa -Tânia Goulart

 


Comments have been closed.