Para o amor não passar em branco

Motéis da grande Porto Alegre e do interior do estado, associados do Sindihotel, estão colocando em prática estratégias de marketing a fim de otimizar as vendas no Dia dos Namorados. Se depender da criatividade dos empresários, a data mais romântica do ano promete ser inesquecível, mesmo em época de controle nos gastos. Opções não vão faltar aos apaixonados. Para evitar filas, por exemplo, as comemorações poderão ser feitas já antecipadamente, nos dias 10, 11 e 12 de junho, com uma proposta de final de semana.

Os motéis do Grupo Verdes Pássaros, entre eles o Cálidon, situado em Porto Alegre, disponibilizará as reservas antecipadamente. O pernoite das 20h, com saída limite às 12h do dia seguinte, vem com jantar e café da manhã incluso. As suítes serão decoradas com velas, pétalas de rosas, balões de corações, frutas com calda de chocolate, champanhe e uma caixa de bombons. “Esta é uma ótima oportunidade para o moteleiro mostrar produtos diferenciados e agregar valor ao seu negócio”, aconselha Gilberto Dionisi, proprietário do Grupo Verdes Pássaros, e diretor do Sindihotel RS.

As unidades da Rede Paradiso, com motéis em Carazinho, Cruz Alta, Ibirubá, Panambi, Passo Fundo, Soledade e Tapera, no interior do estado, estão efetuando reservas para as três noites, com um serviço de preparação na suíte. Cada cliente monta o seu pacote. E o serviço vai desde um lençol de cetim Premium, cesta de frutas, e champanhe especial em um balde de gelo personalizado. Balões vermelhos e pétalas no piso também estarão lá. “Criamos um canal por meio de nosso site e, recentemente, criamos o whatsapp. Hoje, estamos respondendo em média de 60 a 70 pedidos diários sobre o Dia dos Namorados. Não vamos alterar o valor nas hospedagens, apenas não executaremos a tabela de pernoites”, diz o empresário Patrick Kirinus.

Para o presidente do Sindihotel RS e do Conselho de Turismo da Fecomércio, Manuel Suarez, o foco dos moteleiros, e dos hoteleiros no Dia dos Namorados, não deve ser apenas o faturamento gerado na data, e sim, o de prospectar novos clientes. “Sai ganhando e terá prioridade na escolha quem oferecer jantar no dia da semana”, acrescenta ele. O dirigente cita ainda a importância de criar uma cultura no hábito de frequentar os motéis, também como outro meio de hospedagem em caso de falta de quartos, em feiras, congressos, simpósios e afins. “O grau de luxo e requinte supera em qualidade os hotéis corporativos”, completa. Segundo pesquisa da Fecomércio-RS, 59,0% dos entrevistados afirmaram que pretendem proporcionar um evento especial na data.   


Comments have been closed.