Hotelaria aguarda visitantes com a Fenarroz 2016

Mais uma feira agropecuária promete trazer movimentação para a hotelaria e motelaria no interior do estado, incrementando também a gastronomia e o comércio em geral. Na sua 19ª edição, a Feira Nacional do Arroz (Fenarroz), realizada até o dia 29 de maio, é o maior evento de Cachoeira do Sul. O índice de ocupação dos meios de hospedagem da cidade chega a 95%, dos 300 leitos existentes na região.

Reforçando o conceito do bem receber dos visitantes no período da festa da colheita, que acontece a cada dois anos, os hotéis Tropical e Tropical Confort, da Rede Bonnel, investe constantemente na melhoria de suas unidades, com reformas dos apartamentos, compra de móveis e de novo enxoval de cama e banho. “Precisamos trabalhar com qualidade, visando sempre o melhor”, reforça o proprietário Paulo Bonnel. No Hotel Jacuí (na foto), dos 50 quartos existentes, apenas cinco ainda não foram comercializados. “Nós temos uma clientela fixa, desde montadores de estandes até empresários. É a nossa principal data”, afirma o gerente do estabelecimento, João Carlos Oliveira.    

A expectativa também é grande em outro empreendimento local. No Hamburgo Hotel, o índice de ocupação poderá chegar a 70%. Novos clientes vindos de vários estados do Brasil, e alguns do exterior, são aguardados. “Consideramos maio um mês atípico”, confirma o gerente do local, Edis Bello. As expectativas também são boas no Hotel Everson Palace, que já está praticamente lotado até o próximo final de semana, de 29 de maio, com hóspedes vindos de Santa Catarina e o Paraná.  

Além de ser uma oportunidade de comemorar a abertura da colheita do cereal e o sucesso da produção, a feira apresenta as máquinas, os equipamentos e os implementos, sendo uma oportunidade de negócio. A estimativa dos organizadores é receber 100 mil visitantes, incluindo expositores do ramo agrícola de todo o Brasil e exterior. A previsão de vendas é de R$ 200 milhões.

Colheita do milho

Segundo a Emater, a produtividade média das lavouras de milho no Rio Grande do Sul esteve acima das estimativas iniciais, com ótima qualidade comercial dos grãos. Altas temperaturas, radiação solar abundante e umidade do solo adequada aceleraram o enchimento dos grãos. Muitos municípios gaúchos se beneficiaram com a movimentação trazida pela atividade, incluindo os meios de hospedagem, em cidades como Palmeira das Missões, Júlio de Castilhos, Santa Rosa e Santo Ângelo. “É um cliente diferenciado e específico, que viaja pelo estado comercializando o produto. Estamos falando de trabalhadores de cooperativas, silos e transportadores. É a movimentação da economia local com a entrada de dinheiro novo”, afirma o presidente do Sindihotel, Manuel Suarez. 

Texto: Adriana de Barros Machado


Comments have been closed.