Artigo soluções para a crise: reter a equipe comprometida

Prezados hoteleiros:

É dever do Sindihotel, entidade responsável por representar os empresários do setor no Rio Grande do Sul, tecer comentários e indicar alternativas para superar as dificuldades impostas pelo quadro político-econômico ao qual chegou o País.

Até 2014, o período de bonanza nos negócios acabou resultando na implantação de vários hotéis no RS, muito mais do que a demanda sugeria.

No atual momento, além do excesso de oferta de leitos, o volume de reservas corporativas (os principais clientes) diminuiu sensivelmente. O fato acabou provocando uma guerra tarifária e comprometendo ainda mais o desempenho dos hotéis.

Ao tomar medidas urgentes para corrigir o descompasso tarifa-ocupação, nós hoteleiros, precisamos olhar para os principais custos. Impostos e energia (luz-gás-água) não são fixos, ao contrário dos salários e seus respectivos encargos.

Se em algum momento necessitar reduzir o seu quadro em função da ociosidade, pedimos atenção especial para preservar as colunas que sustentam o seu negócio.

Temos em nossos hotéis colaboradores diferenciados. Um grupo onde a principal característica é a proatividade, fazendo tudo funcionar bem, independentemente da participação direta do proprietário.

Preserve esta estrutura, pois este ciclo vai passar. Valorize o talento e a atitude empreendedora. Estas pessoas são fundamentais em tempos de crise.

Nós, empreendedores, somos geradores de negócios, que, se bem sucedidos, nos permitem dar mais emprego e renda, fazendo a obra social, como um todo.

Manuel Suarez, Presidente do Sindihotel e do Conselho de Turismo da Fecomércio-RS.


Comments have been closed.