Dicas para o mercado de trabalho

A realidade do mercado hoteleiro e as oportunidades de emprego foram os temas tratados na palestra ministrada pelo presidente do Sindihotel, Manuel Suarez, na última segunda, dia 14, no Auditório do Museu Militar. A ideia, segundo o major André Facchin, é passar orientações sobre o mercado de trabalho e a vida civil fora do quartel. “Sabemos que em um ano tudo pode mudar. Os soldados que aqui estão são multiplicadores e levarão informações para os colegas da corporação, pois 90% dos militares acabam saindo do exército”, disse ele.

Manuel Suarez começou contando um pouco sobre sua vida profissional depois que saiu da Espanha e foi morar com a família, na Argentina. Sobre a atividade hoteleira, reforçou a importância de conhecer o turista, determinar preços justos nos serviços e estar sempre atualizado, pois as vendas por meio de sites já chegam a 22%. “Hoje, é preciso centrar esforços nos índices de ociosidade, em torno de 45%, e não nos 50% de ocupação”, disse.

O dirigente e empresário ressaltou ainda a necessidade de fazer reformas e modificações no empreendimento de 5 em 5 anos, aplicar o questionário de dados do cliente no check-in e investir em uma boa internet. Na palestra, Suarez revelou aplicar uma diária média de R$ 100 a R$ 150 e, para atender a demanda do mercado, oferecer 50% dos apartamentos com a opção cama de casal. Quanto ao desejo do jovem em ser empreendedor, ele alertou sobre os riscos dos empréstimos e a realização de um plano de negócio. “É preciso ter recursos próprios e fazer com que o dinheiro multiplique”, completou.

Para a plateia atenta, o presidente do Sindihotel revelou valorizar atitudes proativas no cotidiano profissional e que o curso de gestor é essencial na hotelaria. “É melhor ser um generalista e não especialista, e estudar sempre. Os primeiros na lista de uma possível demissão em momentos de crise são os mais apáticos. Estamos falando de um negócio altamente competitivo”, alertou. Para trabalhar em um hotel econômico, segundo ele, o funcionário deve ter conhecimento amplo, especialmente em informática, e ser útil em vários setores. “Os jovens que saem do exército têm grandes chances de aproveitar as oportunidades, pois são disciplinados e respeitam a hierarquia. Desta forma, aumentam as chances de uma carreira de sucesso”.  


Comments have been closed.